Imagem capa - Maquiagem e fotografia documental de partos  por Edilaine Canto de Jesus
Fotografia documental de partos

Maquiagem e fotografia documental de partos

A fotografia documental de partos e nascimentos tem ganhado cada vez mais o coração das mamães e dos papais . Com isso , uma nova preocupação tem sido frequente entre as mamães; a maquiagem . Como devo arrumar-me para um evento como este? Devo fazer uma maquiagem ? 

Para argumentar sobre esse tema  , convidei a professora e mãe Tamires Torquato para falar sobre o assunto . 


A mala da maternidade parece ter ganhado alguns utensílios a mais. Além da manta, das roupas e das fraldas muitas mamães têm acrescentado o batom, o lápis, o rímel e outros acessórios de maquiagem. Sabe-se da emoção e importância do momento que vive a parturiente e que o mesmo pode ser eternizado em fotografias que garantem as expressões mais inusitadas, pensando neste e em outros detalhes é que muitas mamães tem investido “na beleza”.                

                Realçar a beleza deixa a fotografia mais bonita e a autoestima agradece, porém algumas situações têm se tornado questionáveis como: até que ponto é coerente abusar da maquiagem?        Muitos internautas têm pontuado esta questão como sendo algo cada vez mais distante da beleza natural e mais perto da superficial - ofuscando assim o termo “realçar” e enaltecendo o “exagero”.  Cada gestante opta pela produção que mais lhe cai bem, e não existe erro nisto. O que não podemos é nos tornarmos engessadas em mais um estereótipo. Não é a maquiagem que te torna mais feia ou mais bonita, melhor ou pior. Não é a sociedade que nos rejeita, nós é que nos rejeitamos. Amamos-nos tanto que é difícil aceitar quando não seguimos um padrão de beleza e aí deixa de ser saudável e passa a ser pressão. Um conselho: Pondere, equilibre.

                Equilibrar, harmonizar, balancear, equiparar são verbos que não podem faltar em um parto, pois contribuem significativamente para a estética da foto. O batom ou a falta dele não rouba o sorriso da mãe. Não é o delineado mais marcante dos olhos que deixa a foto inesquecível, é aquela lágrima que escorre no canto do olho. Não é a melhor base que realça o rosto e sim o calor do momento. Preparar-se para o parto tem a ver com expectativa, com o corpo sofrendo mudanças, com a chegada que pode ser repentina ou marcada. Tem a ver com sorrisos e soluços, com anseio e dor, com canseira e amor. Como devo arrumar-me para um evento como este? Vista-se de você mesma e vá, e aí não haverá preocupação se o cílios irá descolar ou não. Se for para preocupar-se que seja sobre a questão de sentir: sentir na literalidade da palavra, sentir o cheiro, o toque, a novidade, a vida.